Lição 03: Mardoqueu e sua Integridade | EBD BETEL | 1° Trimestre De 2021

EBD | 1° Trimestre De 2021|Ester: A Soberania e o pode de Deus na preservação do seu povoBetel  Adultos | CPAD |Escola Bíblica Dominical |Lição 03: Mardoqueu e sua Integridade

TEXTO ÁUREO

“E todos os servos do rei, que estavam à porta do rei, se inclinam e se prostraram perante Hamã, porque assim tinha ordenado o rei acerca dele; porém Mardoqueu não se inclinava nem prostrava.” (Ester 3.2). 

VERDADE APLICADA

É fundamental que o discípulo de Cristo possua uma vida íntegra.

OBJETIVOS DA LIÇÃO

Refletir sobre o valor da integridade.

Apresentar a importância do discernimento.

Extrair lições de Mardoqueu para os dias atuais.

TEXTOS DE REFERÊNCIA

ESTER 2

21. Naqueles dias, assentando-se Mardoqueu à porta do rei, dois eunucos do rei dos guardas da porta, Bigtã e Teres, grandemente se indignaram e procuraram pôr as mãos no rei Assuero.

22. E veio isto ao conhecimento de Mardoqueu, e ele o fez saber à rainha Ester, e Ester o disse ao rei, em nome de Mardoqueu.

23. E inquiriu-se do negócio, e se descobriu; e ambos foram enforcados numa força; e foi escrito nas crônicas perante o rei. 

ESTER 6

1. Naquela mesma noite, fugiu do sono do rei; então mandou trazer o livro das memórias das crônicas, e se leram diante do rei. 

EBD | 1° Trimestre De 2021|Ester: A Soberania e o pode de Deus na preservação do seu povoBetel  Adultos | CPAD |Escola Bíblica Dominical |Lição 03: Mardoqueu e sua Integridade

LEITURAS COMPLEMENTARES

SEGUNDA / Dt 32.4 – A integridade é um atributo de Deus.

TERÇA / Sl 41.12 – A integridade nos leva à presença de Deus.

QUARTA / Pv 10.9 – O cristão íntegro diz não ao pecado.

QUINTA / Pv 11.3 – Integridade se expressa através da verdade.

SEXTA / Pv 28.6 – Não há nada melhor que andar em integridade.

SÁBADO / Mt 5.37 – As palavras de quem é íntegro não mudam.

HINOS SUGERIDOS: 33, 126, 339 

MOTIVOS DE ORAÇÃO

Ore para que a nossa fé nos leve a possuirmos uma vida íntegra.

ESBOÇO DA LIÇÃO

Introdução – 1. Mardoqueu e sua integridade – 2. Mardoqueu demonstra discernimento – 3. Lições de Mardoqueu para os dias atuais – Conclusão

EBD | 1° Trimestre De 2021|Ester: A Soberania e o pode de Deus na preservação do seu povoBetel  Adultos | CPAD |Escola Bíblica Dominical |Lição 03: Mardoqueu e sua Integridade

INTRODUÇÃO

Veremos nesta lição que Mardoqueu manteve o seu caráter íntegro como servo de Deus, ainda que vivendo em terra estranha e no meio político. Podemos observar que, mesmo em meio às dores, ele manteve-se fiel ao Senhor. 

PONTO DE PARTIDA

Nada pode obstruir nossa comunhão com Deus.

1. Mardoqueu e sua integridade

Segundo o dicionário, integridade significa: “Característica da pessoa que é íntegra; qualidade de quem é honesto; que é incorruptível”. Os relatos bíblicos mostram que Mardoqueu foi um homem de caráter exemplar, sua vida é um exemplo de integridade e submissão a Deus. A história de Mardoqueu é importante, pois nos inspira a perseverarmos em integridade mesmo no meio de uma geração corrompida [Fp 2.15]. 

1.1. Integridade consistente em terra estranha. É impossível falar sobre o livro de Ester sem que venha à mente o cativeiro babilônico. Este fato, ocorrido no século VI a.C., é um dos mais importantes da história hebraica. Diversas fontes arqueológicas e os livros históricos e proféticos da Bíblia (Daniel, Jeremias, Ezequiel, Neemias e Esdras, entre outros) nos oferecem melhor compreensão dos acontecimentos que marcaram esse momento.

Ciro, o rei da Pérsia, derrotou o império babilônico e permitiu que os exilados retornassem aos seus países e reconstruíssem suas cidades. No entanto, muitos judeus optaram em ficar na Pérsia. Um dos motivos que fizeram com que alguns dos judeus não voltassem a sua terra natal foi a situação profissional e econômica estáveis, pois muitos trabalhavam no comércio; outros estreitaram laços familiares com os povos locais.

Mardoqueu não acompanhou os que se mudaram para a terra de Judá. Porém, mesmo vivendo em terra estranha, não perdeu a sua integridade e sua devoção a Deus.

EBD | 1° Trimestre De 2021|Ester: A Soberania e o pode de Deus na preservação do seu povoBetel  Adultos | CPAD |Escola Bíblica Dominical |Lição 03: Mardoqueu e sua Integridade

Subsídio do Professor: Pastor César Roza sobre o cativeiro babilônico: “O cativeiro babilônico produziu várias mudanças no caráter nacional dos judeus. No âmbito religioso, a maioria dos judeus ficou para sempre livre de práticas idólatras; apesar de estar num ambiente politeísta, sentiam-se antagônicos com práticas pagãs, pois desenvolveram uma fé mais firme e clara acerca do verdadeiro Deus de Israel.

Destaca-se ainda a criação das sinagogas, que eram centros de cultos que substituíram o templo, onde judeus apreciavam como nunca a Torá e a liam com reverência.” 

1.2. Integridade na criação e acompanhamento de Ester. A conduta de Ester nos faz ver que Mardoqueu a educou nos caminhos do Senhor. Ester chegou a ser rainha, mas ela não perdeu o amor ao Deus que fora ensinada por seu primo. Ela sabia que precisava acordar todos os dias nos braços do Senhor [Sl 139.18; Et 4.15-17].

Mardoqueu como um bom educador não queria nada mais do que saber que sua prima era uma pessoa de caráter. Ou seja, uma mulher que possuía honra, bondade e integridade. Devemos aprender com Mardoqueu que a integridade de nossas crianças também tem um tremendo impacto para além da nossa própria família. Ele nos ensina por meio da educação de Ester que um bom caráter não é genético. Deve ser ensinado e aprendido.

Subsídio do Professor: Bispo Abner Ferreira sobre o valor da integridade na família: “O que somos hoje é fruto daquilo que foi semeado em nossas vidas ontem. Nos dias atuais, o Estado pune os adultos por não educarem as crianças. O país investe mais em cadeias do que na família e na escola.

Não podemos estar seguros que nossos filhos terão uma vida adulta eticamente correta, mesmo assim, as marcas do ensino falado e vivido nos lares sempre estarão presentes na memória. Mesmo se errarem, a Palavra inserida em suas almas fará efeito e os constrangerá a se voltarem para a verdade.”

1.3. Integridade na atitude para com o rei Assuero. O livro de Ester revela fatos e acontecimentos que evidenciam a integridade de Mardoqueu para com o rei da Pérsia. Mardoqueu, um judeu da tribo de Benjamim, ficou conhecido por criar sua prima Ester como filha [Et 2.5-7]. Foi um homem inteligente, que agiu conforme a direção de Deus.

EBD | 1° Trimestre De 2021|Ester: A Soberania e o pode de Deus na preservação do seu povoBetel  Adultos | CPAD |Escola Bíblica Dominical |Lição 03: Mardoqueu e sua Integridade

Ele ficava assentado à porta do rei e ali sabia o que acontecia na cidade [Et 2.21]. Certa vez, escutou que dois homens emboscaram contra o rei Assuero e avisou Ester, que levou a notícia ao rei, evitando assim a sua morte [Et 2.21-23]. Mesmo em terra estrangeira, Mardoqueu permaneceu em sua trajetória de integridade.

Que seu exemplo nos inspire a nos dedicarmos, com mais afinco e amor, à seara do Mestre, a fim de que cumpramos a missão que Ele nos entregou.

Subsídio do Professor: Mardoqueu não estava preocupado em aparecer, e, sim, fazer o que era certo. Ele fez o que era correto e o que estava ao seu alcance para evitar a morte do rei [1Pe 2.17]. Diversos cidadãos do reino ambicionavam ter seu nome anotado no livro das crônicas do rei.

Entretanto, sem sair da porta, o nome de Mardoqueu foi parar lá. Por sua integridade, Mardoqueu escreveu a sua história na Pérsia. Ele deveria ser honrado pela defesa do rei, mas isso foi providencialmente esquecido para ser lembrado em momento oportuno. 

EU ENSINEI QUE:

As pessoas íntegras não escondem seus sentimentos de ninguém. Suas vidas são transparentes.

EBD | 1° Trimestre De 2021|Ester: A Soberania e o pode de Deus na preservação do seu povoBetel  Adultos | CPAD |Escola Bíblica Dominical |Lição 03: Mardoqueu e sua Integridade

2. Mardoqueu demonstra discernimento

Mardoqueu demonstrou discernimento ao denunciar a trama para matar o rei e instruir Ester sobre o perigo existente, caso ela revelasse a sua verdadeira identidade. Aprendemos a enxergar por meio da vida de Mardoqueu que a intimidade com Deus nos oferece maturidade e capacidade para discernir entre o bem e o mal. 

2.1. Vivendo em terra estranha. Mardoqueu, mesmo vivendo em terra estranha, entendia que Deus é fiel no cumprimento de todas as suas alianças e promessas. Certamente, Mardoqueu era conhecedor da aliança existente entre Abraão e o Senhor. Mardoqueu percebeu que o povo judeu corria o risco de ser exterminado e que ele e Ester poderiam fazer alguma coisa para que não acontecesse tal tragédia.

Se Deus tem promessas em nossa vida, devemos crer que Ele cumprirá. Não devemos deixar que os “Hamãs” da vida venham impedir nossa trajetória, nos amedrontando. Mardoqueu nos ensina que, não importa onde estejamos, nos momentos de crise, não adianta ficar se lastimando e chorando. Sua história de vida nos faz observar que nestes momentos é preciso orar, jejuar e buscar a face do Pai até que Ele envie o Seu socorro.

Subsídio do Professor: Joyce Baldwin: “Dado o fato que os judeus viviam em uma cultura dirigida pelo destino, enquanto habitavam na Pérsia, e nas outras terras do exílio, podemos facilmente apreciar que a sua teologia precisava entender e incluir uma crença no poder do seu Deus para vencer a maneira como os dados caíam [Pv 16.33]. O livro de Ester leva o assunto ainda adiante: até mesmo depois que os dados haviam sido lançados, o Senhor era poderoso para inverter os seus bons augúrios em maus, a fim de libertar o Seu povo.”

2.2. Percebendo as oportunidades. A Bíblia registra dezenas de personagens que souberam aproveitar as oportunidades. Davi foi recompensado por sua coragem, Abraão foi recompensado por sua fé, Jó foi recompensado por sua paciência, Raabe foi recompensada por sua escolha, Rute foi recompensada por sua decisão, entre outros. Mardoqueu faz parte desta lista.

Ele foi honrado por ter tido a oportunidade de se calar ou denunciar a trama de morte do rei. Porém, ele escolheu fazer o que era certo. A atitude de Mardoqueu nos faz ver que uma grande oportunidade nos conecta a outras oportunidades, que estavam, de alguma forma, ausentes antes de serem expostas. Muitas vezes, pequenas oportunidades são o começo de grandes honras.

Subsídio do Professor: Honra é uma palavra pequena, mas impregnada de um poder admirável. O Senhor nos diz: “…porque aos que me honram, honrarei, porém os que me desprezam, serão envilecidos.” [1Sm 2.30]. Um grande exemplo de honra ao Senhor está no ato de dizimar. O dízimo fala de fidelidade.

Quando praticamos, honramos o Senhor [Pv 3.9-10]. As Escrituras também nos ensinam que honrar aqueles que lideram sobre nós é uma forma de honrar ao próprio Senhor, que os veste de autoridade [Hb 13.17]. Não há melhor maneira de honrar um líder do que agir com fidelidade. 

2.3. Lidando com a exaltação. Quando Deus lhe dá um desígnio, Ele estará sempre junto a você. Por isso nunca tente fazer nada sem a presença dEle [Jo 15.5]. A intimidade com o Senhor deve ser valorizada e cultivada. Mardoqueu, como um bom servo, desfrutou, pois ele vivia suas ações voltadas ao Soberano.

A história de Mardoqueu mostra que, além da honra vir na hora certa, o melhor de Deus incide sobre aqueles que descansam em Sua presença. Que possamos ser como Mardoqueu: praticar o que Deus quer que pratiquemos, e não segundo o nosso desejo. Assim, não seremos dominados pela soberba.

Subsídio do Professor: Não é muito simples aceitar os desígnios de Deus sem questionamentos. Mas o fato é que não há escolha, pois de maneira inevitável, cedo ou tarde, descobriremos que nada advém sem que seja da vontade de Deus. Os desígnios de Deus são pautados na Sua lei de bondade, por nos amar. Ele nos oferece desafios a serem cumpridos, para contemplarmos o Seu caminhar juntamente com cada um de nós.

As Escrituras fazem-nos perceber que Deus é o manancial inesgotável de toda a boa dádiva. Às vezes, Ele nos faz andar por caminhos árduos, que nos fazem indagá-Lo com as seguintes expressões: “Meu Deus, por que estou vivendo isto? O que eu fiz para merecer?”. O próprio Jesus disse: “O que eu faço, não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.” [Jo 13.7]. Mas, a grande verdade é que em todas as coisas Deus trabalha para o nosso bem.

EU ENSINEI QUE:

O discernimento nos leva a agir em conformidade com a Palavra de Deus.

EBD | 1° Trimestre De 2021|Ester: A Soberania e o pode de Deus na preservação do seu povoBetel  Adultos | CPAD |Escola Bíblica Dominical |Lição 03: Mardoqueu e sua Integridade

3. Lições de Mardoqueu para os dias atuais

Mardoqueu possui algumas lições que podemos extrair para as nossas vidas hoje: um homem honrado [Et 2.21-23]; só dava glória a Deus [Et 3.2-4]; um homem de fé [Et 4.12-14]; e um homem que por sua devoção foi usado por Deus, também em pleno Império Persa, junto ao rei [Et 10.3].

3.1. Não tenha medo dos desafios. Mardoqueu atendeu ao pedido de Ester em buscar ao Senhor no momento em que todas as situações eram contrárias. Após o propósito de três dias [Et 4.15-17], Mardoqueu sabia que era um grande desafio e um risco enorme, porém era preciso que isso acontecesse, porque o propósito era salvar o seu povo.

Diante dos riscos da vida, devemos confiar em Deus, que pode nos dar o escape [1Co 10.13]. Assim como Mardoqueu, precisamos buscar a Deus. Fazendo isso, estaremos buscando a direção e ajuda Daquele que conhece todas as coisas e pode resolver toda e qualquer situação que venha contra nossa vida. Como Mardoqueu, não devemos ficar parados com medo das circunstâncias. Devemos ter uma única certeza: Deus está conosco.

Subsídio do Professor: Charles Swindoll: “A mão de Deus não é tão curta que não possa salvar, nem seu ouvido tão surdo que não possa ouvir. Quer você o veja ou não, ele está trabalhando na sua vida neste momento. Deus se especializa em mudar o que é cotidiano, transformando-o em algo que tenha significado. Deus não atua apenas nos momentos especiais, mas também nos dias rotineiros. Ele está envolvido tanto nos eventos do dia a dia como nos milagrosos.” 

3.2. A vida cristã exige perseverança. Perseverança é a base fundamental da vida de qualquer cristão. Perseverança significa persistir em seguir Jesus, mesmo enfrentando dificuldades. Perseverar é fazer o bem, independentemente das circunstâncias, por amor a Deus [Gl 6.9].

Perseverar em obedecer a Palavra de Deus é o que faz a diferença no Reino de Deus [Mt 5.16]. Que sejamos perseverantes em seguir ao Senhor, tendo a certeza que Deus opera em nossa vida como operou na vida de Mardoqueu.

Subsídio do Professor: As pessoas que não são perseverantes têm o coração como um terreno cheio de pedregais, descrito na parábola do semeador. São pessoas que começam animadas, contudo logo desistem, porque não estão enraizadas em Cristo [Mt 13.5-6]. A importância da qual se reveste esta temática é que a perseverança expõe a diferença entre o fracasso e a vitória.

Um dos grandes segredos de uma vida vitoriosa é a perseverança. Se Mardoqueu tivesse desistido logo nas primeiras ameaças de Hamã, o povo judeu enfrentaria uma oposição muito maior. A perseverança é uma característica do nascido de novo, que eventualmente até tropeça, mas volta a perseverar. 

3.3. Crença e valores sólidos bem definidos. Mardoqueu foi ameaçado de morte, mas isso não foi suficiente para que se calasse. Quando soube a trama da morte do rei, seus valores falaram mais alto e acabou por denunciar o plano. Por muitas vezes, o mundo produz muitas vozes, tentando nos desanimar, trazendo ansiedades que podem prejudicar nossa vida de oração. Contudo, quando possuímos valores bem definidos e sólidos, nada nos afasta do amor de Cristo [Rm 8.35-39].

Subsídio do Professor: Na atualidade o mundo necessita de verdadeiros valores cristãos. Não é difícil perceber que a falta de valores bíblicos tem levado a muitos para um atoleiro sem fim, onde tudo é permitido. Estamos certos que devemos ensinar nossos filhos o autêntico valor de falar a verdade, sempre [Ef 4.25]. No entanto, para o cristão, obedecer deve estar entre as suas palavras de ordem, pois sabemos que é o correto a se fazer.

Para isso, seja um exemplo prático para seu filho também [Pv 12.19]. Devemos ter uma única certeza: nossas famílias e as demais áreas da nossa vida serão beneficiadas se ensinarmos a verdade e transparência aos nossos filhos. Deus se agrada dos que são honestos e leais [Jr 9.24].

EU ENSINEI QUE:

Quando possuímos valores bem definidos e sólidos, nada nos afasta do amor de Cristo.

EBD | 1° Trimestre De 2021|Ester: A Soberania e o pode de Deus na preservação do seu povoBetel  Adultos | CPAD |Escola Bíblica Dominical |Lição 03: Mardoqueu e sua Integridade

CONCLUSÃO

Nesta lição observamos que a integridade deve ser a nossa marca. Vimos que devemos seguir o exemplo de Mardoqueu, que viveu em uma sociedade pecaminosa, porém manteve-se fiel e temente ao Senhor, pois possuía valores sólidos e bem definidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *