Lição 06: A Importância do cuidado com a Espiritualidade e as Emoções | EBD BETEL |4° Trimestre De 2020

EBD | 4° Trimestre De 2020 |A Importância da Palavra de Deus para o bem-estar do ser Humano – Orientações e Princípios bíblicos na busca e preservação da saúde integral| Betel – Adultos – Lição 06: A Importância do cuidado com a Espiritualidade e as Emoções – CPAD

TEXTO ÁUREO

“E o Senhor disse a Caim: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante?” (Gênesis 4.6)

VERDADE APLICADA

Investir no relacionamento com Deus, conforme a Palavra de Deus orienta, muito contribui no ajustamento de nossas emoções e espiritualidade.

OBJETIVOS DA LIÇÃO

Explanar a ligação entre as áreas emocional e espiritual.

Analisar o desequilíbrio das emoções de Caim.

Tratar da importância de se ter um ajuste emocional.

TEXTOS DE REFERÊNCIA

GÊNESIS 4

1 – E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu, e teve a Caim, e disse: Alcancei do Senhor um varão.

2 – E teve mais a seu irmão Abel; e Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.

3 – E aconteceu, ao cabo de dias, que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor.

4 – E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas e da sua gordura; e atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta.

5 – Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o seu semblante.

6 – E o Senhor disse a Caim: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante?

LEITURAS COMPLEMENTARES

SEGUNDA / Sl 100.2 – Devemos servir ao Senhor com alegria

TERÇA / 1Tm 4.12 – Devemos ser exemplo dos fiéis

QUARTA / 1Tm 6.11 – Devemos seguir a justiça e a piedade

QUINTA / Tg 1.19 – Devemos ser prontos para ouvir

SEXTA / Tg 5.16 – Devemos orar uns pelos outros

SÁBADO / 1Pe 3.9 – Não devemos tornar mal por mal

HINOS SUGERIDOS 39, 290, 321

EBD | 4° Trimestre De 2020 |A Importância da Palavra de Deus para o bem-estar do ser Humano – Orientações e Princípios bíblicos na busca e preservação da saúde integral| Betel – Adultos – Lição 06: A Importância do cuidado com a Espiritualidade e as Emoções 

MOTIVOS DE ORAÇÃO

Oremos para o Senhor trazer à luz nossas emoções negativas.

ESBOÇO DA LIÇÃO

Introdução – 1. Espiritualidade e emoções – 2. A relação entre o espiritual e o emocional – 3. A importância do ajuste emocional – Conclusão

INTRODUÇÃO

A conexão entre as emoções e a espiritualidade é o tema desta lição. Apontará Caim como exemplo de uma conexão prejudicial. A Palavra de Deus e a ação do Espírito Santo contribuem para vivenciarmos de forma saudável estas duas dimensões.

PONTO DE PARTIDA: Somente Deus pode ajustar nossas emoções.

EBD | 4° Trimestre De 2020 |A Importância da Palavra de Deus para o bem-estar do ser Humano – Orientações e Princípios bíblicos na busca e preservação da saúde integral| Betel – Adultos – Lição 06: A Importância do cuidado com a Espiritualidade e as Emoções 

1 – Espiritualidade e emoções

O exercício de nossa espiritualidade é bênção de Deus para nossa vida. Ela deve ser exercitada de maneira saudável e tranquila. Ao criar as pessoas, Deus estabeleceu um relacionamento íntimo com elas; este relacionamento foi baseado na paz, harmonia e comunhão espiritual. Era um relacionamento santo. Com a entrada do pecado no relacionamento do ser humano com Deus, todas as dimensões do ser humano foram atingidas, como espiritual e emocional, resultando em prejuízo quanto ao relacionamento com Deus e à saúde emocional.

1.1. Áreas espiritual e emocional estão intimamente ligadas. Considerando que o ser humano é um ser integral, é importante estarmos atentos à necessidade de cuidado de todas as áreas visando preservar e/ou restaurar a saúde global do ser. Assim, o estado do ser humano em suas diversas dimensões afeta, também, os níveis de relacionamento: vertical (com Deus) e horizontal (com o próximo). Conforme pesquisas recentes, atualmente, a literatura psicológica vem enfatizando o tema da espiritualidade como estratégia de enfrentamento dos fenômenos advindos da trajetória da vida nos contextos de saúde e doença dos indivíduos.

Subsídio do Professor: De acordo com Panzini & Bandeira, a ciência, desde o final do século XIX, para se firmar como conhecimento autônomo, distanciou-se dos aspectos ligados à religião. Entretanto, na atualidade, os fenômenos relacionados à experiência espiritual estão sendo considerados como elementos facilitadores de equilíbrio e bem-estar dos indivíduos, de acordo com vários autores renomados na área da saúde emocional. Provérbios 23.7 diz: “Como imaginou na sua alma, assim é”.

1.2. A importância de considerar a totalidade do ser humano. Na busca do desenvolvimento da totalidade do ser humano, é importante considerar todas as dimensões que o constituem. Durante muito tempo, a igreja não deu tanta ênfase quanto aos aspectos psicológicos do ser humano em sua análise das questões que envolviam as pessoas.

Muitas vezes, quando uma pessoa estava acometida de transtorno, síndrome, trauma ou outra enfermidade da alma, era tratada como algo somente espiritual e, às vezes, até como possessão demoníaca. As coisas mudaram, e a ciência colaborou para isso; sabe-se hoje que as questões emocionais influenciam as pessoas mais do que se imagina.

Subsídio do Professor: As doenças da alma que interferem no corpo são chamadas “doenças psicossomáticas”, isto é, doenças que vieram das emoções e estão afetando o físico. Dessa forma, por que não dizer que as questões psicológicas também interferem na espiritualidade? Como equilibrar emoções e espiritualidade num mundo secularizado e distante de Deus como esse em que nós vivemos? Temos que refletir sobre isto e nos aprofundarmos em oração, conhecimento e ensino à igreja de Deus.

1.3. Fomos criados como seres únicos. Os seres humanos foram criados à imagem de Deus [Gn 1.26-27]. Somos semelhantes uns aos outros por sermos criaturas de Deus, possuirmos sentimentos, aspirações, corpo, alma e espírito. Contudo, há diferenças de temperamento, personalidade, como lidamos com nossas emoções e sentimentos, como somos influenciados pelas experiências vivenciadas, entre outras. Vide a diferença de postura entre Maria e Marta [Lc 10.38-42] ou Esaú e Jacó [Gn 25.27]. É relevante sabermos que, mesmo após o pecado, somos amados por Deus e que a Sua Palavra e o Espírito Santo são eficazes para o aperfeiçoamento dos discípulos de Cristo em todas as suas dimensões.

Subsídio do Professor: Girlane Rocha Félix Bispo: “Vez por outra, a visão errônea sobre nós impede que vivamos bem conosco, com os outros, com Deus e Sua Igreja. O conceito que temos sobre o que somos, nossos pontos fortes e fracos, as habilidades e o valor que atribuímos a eles podem fazer toda a diferença para o viver em abundância que o evangelho nos propõe. Deus tem uma maneira especial de ver Seus filhos”.

EU ENSINEI QUE:

A nossa espiritualidade é bênção de Deus para nossa vida e deve ser exercitada de maneira saudável e tranquila.

EBD | 4° Trimestre De 2020 |A Importância da Palavra de Deus para o bem-estar do ser Humano – Orientações e Princípios bíblicos na busca e preservação da saúde integral| Betel – Adultos – Lição 06: A Importância do cuidado com a Espiritualidade e as Emoções 

2 – A Relação entre o espiritual e o emocional

A partir de Gênesis 4.1-7, permita-me apresentar um personagem bíblico que demostra claramente desequilíbrio em sua espiritualidade e seu emocional: Caim, filho primogênito de Adão e Eva, que, infelizmente, apesar de ser o primeiro a apresentar uma oferta ao Senhor, demonstrou que não estava voltado para o Senhor com todo o seu ser.

2.1. Diferenças entre irmãos desde o início. Caim, filho mais velho de Adão e Eva, foi gerado após a queda, onde Eva experimentou pela primeira vez as dores de parto. Este fato já representou uma carga emocional muito grande, que foi superada pela alegria e prazer de seu nascimento [Gn 3.1-21]. A primeira expressão bíblica sobre Caim foi: “Alcancei do Senhor um varão” [Gn 4.1].

Ele teve um irmão mais novo, Abel, cuja profissão era pastor de ovelhas. Caim, contudo, foi lavrador. O texto bíblico afirma que os irmãos, depois de um tempo, vieram à presença do Senhor com uma oferta [Gn 4.3-4]. Abel trouxe as primícias de suas ovelhas e Caim, o fruto da terra.

Subsídio do Professor: Gênesis 4.4-5 nos mostra que Deus em sua soberania, e conhecedor dos corações, agradou-se da oferta de Abel e não se agradou da de Caim. A partir daí algumas expressões de grande emoção surgem no texto: Caim irou-se sobremaneira da escolha de Deus, e descaiu-lhe o semblante e foi dominado pela inveja e pelo ódio.

2.2. Caim demonstrou ser uma pessoa desequilibrada emocionalmente. Caim demorou um tempo alimentando sua ira. Por isso, Deus lhe perguntou: “Por que te iraste?”. Deus aconselha Caim a proceder corretamente para ser aceito por Ele [Gn 4.7], e o alerta para o fato de que está próximo de uma espiritualidade desequilibrada; que a presença do pecado jaz à porta do coração. Marcos Sant´Anna: “Revela-se assim, verdadeiramente, o que havia no interior do seu coração: ciúme e ira. Deus não se deixa levar pela aparência [1Sm 16.7].

O historiador Flávio Josefo, na História dos Hebreus, diz que Caim era muito mau. Só buscava o seu proveito e seu próprio interesse”. É preciso que, com o auxílio do Espírito Santo, o discípulo de Cristo esteja atento quanto ao motivo da ira e manter as emoções sob controle [Sl 4.4; Ef 4.26].

Subsídio do Professor: O caso de Caim é bastante significativo e ilustrativo quando pensamos no culto que agrada a Deus e cumpre sua vontade. Amor e oferta espiritual caminham lado a lado. A Bíblia afirma que Deus é o Grande Rei acima de todas as coisas, o seu Nome é temido e reverenciado entre as nações da Terra, de maneira que Ele merece o melhor daqueles e daquelas que se aproximam dEle para adorá-lo [Ml 1.11-14]. A vida emocional a exemplo da espiritual deve ser muito bem cuidada para que a síndrome de Caim não venha nos escravizar e levar-nos a um relacionamento superficial com Deus.

2.3. As consequências de uma espiritualidade desequilibrada. Caim atraiu seu irmão Abel ao campo. Sob qual pretexto? Não sabemos. Porém podemos imaginar que Abel foi atraído por Caim ao campo numa cilada mentirosa, ardilosa e cruel. Ainda no campo, em ato contínuo, uma discussão foi travada entre os dois irmãos: Quem é você para que Deus o ame mais do que a mim? Por que o meu sacrifício foi inferior ao seu? Em que você é melhor do que eu?

São perguntas que invadem quase sempre o coração daqueles que estão irados e cheios de inveja. Caim, já naquele estado, se levanta contra seu irmão Abel e o mata. Que tragédia, um assassinato! Hoje, muitos no seio da igreja estão contaminados em suas emoções pela inveja contra outro irmão ou obreiro, demonstrando, assim, que estão agindo contrariamente às Escrituras [1Co 12].

Subsídio do Professor: Ao refletirmos sobre a situação de Caim e o tomando como modelo a não ser imitado, o Novo Testamento, especificamente na primeira epístola de João, responde alguns questionamentos a respeito do seu caráter, bem como dá dicas da procedência da espiritualidade desequilibrada. Em 1João 3.11-12, lemos o relato completo do que eram as obras de Caim e a razão óbvia do Senhor ter rejeitado sua oferta. O coração de Caim foi dominado pelo maligno e suas emoções conturbadas.

EU ENSINEI QUE:

Caim é um personagem bíblico que demostra claramente desequilíbrio em sua espiritualidade e seu emocional.

EBD | 4° Trimestre De 2020 |A Importância da Palavra de Deus para o bem-estar do ser Humano – Orientações e Princípios bíblicos na busca e preservação da saúde integral| Betel – Adultos – Lição 06: A Importância do cuidado com a Espiritualidade e as Emoções 

3 – A Importância do ajuste Emocional

Há uma relação estreita entre espiritualidade e estabilidade emocional que, ajustada e psicologicamente centrada em Deus, proporciona bem-estar e saúde. Falta de ajuste emocional atrapalha nosso relacionamento com Deus e com o próximo.

3.1. A alegria é um remédio poderoso. Servir ao Senhor é algo extraordinário, é uma grande bênção na vida do servo de Deus. No Salmo 100.1-2, a Bíblia dá três características maravilhosas com as quais devemos servir ao Senhor. É relevante no exercício do ministério, isto é, qualquer serviço prestado a Deus, que todas as dimensões do ser humano estejam envolvidas. Vide Josué 1.6-7,9: obediência, mas, também, esforço e ânimo.

Subsídio do Professor: O texto do Salmos 100 nos dá três dicas de como fazer isto: 1) Celebrai com júbilo ao Senhor; 2) Servi ao Senhor com alegria; e 3) Apresentai-vos a Ele com cânticos. Veja a ordem: celebre – seja grato pela salvação, sirva – se apresente com disposição para fazer a obra, e apresente-se – use seus talentos e dons como ferramentas.

3.2. O cuidado de si. Ao analisar a vida e o ministério de Timóteo, percebe-se muitas características comuns conosco, como saúde debilitada e temperamento tímido [2Tm 1.6-7]. Timóteo era portador de uma enfermidade física no estômago [1Tm 5.23]. Essas enfermidades eram frequentes, segundo o texto bíblico. Do que se tratava? Uma úlcera, gastrite, doença no duodeno? Não sabemos.

Porém, o certo é que isso o incomodava, a ponto de Paulo recomendar um tratamento à base de vinho. Além disso, Paulo fala das lágrimas que eram constantes na vida e ministério de Timóteo [2Tm 1.4]. Por esta razão Paulo o exortou a reavivar o dom [1Tm 4.11-15].

Subsídio do Professor: Timóteo tinha características pessoais parecidas com aquelas que todos nós temos, somos humanos e Deus pela sua graça e misericórdia nos utiliza em seu Reino, na propagação do Seu Evangelho. As recomendações de Paulo nos ensinam que podemos servir ao Senhor mesmo nos limites de nossa humanidade, todavia temos que estar alerta e enfrentar nossas emoções e doenças na força do poder de Deus, que, através do Espírito Santo, nos renova e encoraja.

3.3. Que a flexibilidade seja nossa marca. Ao terminarmos esta lição, tomamos a liberdade de dar alguns conselhos. Em primeiro lugar, seja uma pessoa flexível, na sua casa, no seu trabalho e na igreja. Sempre haverá situações que você não conseguirá resolver. Sejamos humildes e flexíveis para aprender com outras pessoas e valorizá-las; isso nos ajudará a repartir a carga. Em segundo lugar, sejamos sensíveis ao Espírito Santo, não tendo medo de tentar novos caminhos, ousemos mudar, mudar para melhor é preciso. E em terceiro lugar, nos dediquemos à oração e Palavra.

Subsídio do Professor: O apóstolo Paulo exortou Timóteo a aplicar-se à leitura, exortação e ensino [1Tm 4.13]. A leitura de bons livros, especialmente daqueles que relatam a experiência de pessoas que conseguiram conciliar vida cristã e saúde emocional, muito nos ajudará em nossa caminhada. Portanto, cerquemo-nos desses materiais. Cultivemos uma vida saudável, inclusive revendo a nossa alimentação, nossos hábitos e nossa atividade física. Lembremo-nos de que o nosso corpo é santuário do Espírito Santo e deve ser tratado da melhor forma possível.

EU ENSINEI QUE:

A falta de ajuste emocional atrapalha nosso relacionamento com Deus e com o próximo.

EBD | 4° Trimestre De 2020 |A Importância da Palavra de Deus para o bem-estar do ser Humano – Orientações e Princípios bíblicos na busca e preservação da saúde integral| Betel – Adultos – Lição 06: A Importância do cuidado com a Espiritualidade e as Emoções 

CONCLUSÃO

Não há como separar nossas emoções do nosso espiritual. Assim, devemos pedir a Deus para ajustar nossas emoções e o nosso espírito para com Ele, a fim de que possamos ir bem em todas as áreas da nossa vida. O amor a Deus e ao próximo nos traz paz e equilíbrio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *