Lição 07: A Segunda Viagem Missionaria | 3° Trimestre de 2022 | EBD Adolescentes

EBD Adolescentes | 3° Trimestre De 2022 | Tema: Apóstolo Paulo – Um Grande Missionário | Escola Biblica Dominical | CPAD | Lição 07: A Segunda Viagem Missionaria

LEITURA BÍBLICA

Atos 15.36-41; 16.6-10

A MENSAGEM

“— Vamos voltar e visitar os irmãos em todas as cidades onde já anunciamos a palavra do Senhor. Vamos ver se eles estão bem.” Atos 15.36 b

Devocional

Segunda » Sl 37.5
Terça » Pv 16.1
Quarta » At 16.1-5
Quinta» 1 Ts 1.1-3
Sexta » 1 Ts 1.7,8
Sábado » At 18.18-21

Objetivos

DESCREVER a rota da segunda viagem de Paulo;
EXPOR como foi o início do ministério de Paulo na região da Macedônia;
REFLETIR sobre a importância do crente saber identificar a voz de Deus.

Ei Professor!

Nesta lição veremos duas mudanças na rotina e nos planos do Apóstolo Paulo: o desacordo com Barnabé e a viagem para a Macedônia. Isso nos mostra que os crentes podem enfrentar divergências e situações difíceis. O segredo para lidar com essas circunstâncias é entregar o caso a Deus em oração e estar disposto a seguir a vontade dEle. São nesses momentos que as pessoas devem buscar ainda mais a presença do Senhor, para pedir discernimento e ouvir a voz do Mestre. Reserve um momento durante a semana para analisar quantas vezes, na sua vida, a situação parecia boa, porém, Deus mostrou que tinha outro plano para você.

Ponto de Partida

Muitas vezes é difícil entender que Deus tem um plano diferente daquele que queríamos. Por isso, planejar e entregar ao Senhor para aprovação é sempre a melhor postura. Deus enxerga além daquilo que vemos. Além disso. Ele sempre sabe o que é melhor para nós. O Apóstolo Paulo entregou sua vida a Deus e deixou ser guiado pela vontade divina. Ele não ficou se lamentando, quando sua ideia não se concretizou. Ele preferiu continuar pelo caminho preparado pelo Senhor. Inicie sua aula explicando para a turma que a ferramenta que devemos usar para guiar a nossa vida não é uma bússola ou um GPS, mas, sim, a voz de Deus. Seguir as orientações do Pai é sempre a melhor escolha.

Vamos Descobrir

Você está pronto (a) para continuar estudando a rota de Paulo? Depois de ter participado do debate teológico em Jerusalém, o Apóstolo planejou visitar as igrejas que ele havia fundado na primeira viagem. No meio do caminho, veremos que foi preciso rever a programação e reajustar a rota. Seu plano era circular pelas igrejas da Ásia Menor, mas acabou indo para a Europa!

Hora de Aprender

Depois do Concílio de Jerusalém, Paulo e Barnabé continuaram mais algum tempo com os irmãos e as irmãs de Antioquia, ensinando sobre as Escrituras. Então, Paulo decidiu que era hora de fazer outra viagem missionária, a fim de visitar as igrejas por onde haviam passado na primeira viagem.

I – A ROTA DA SEGUNDA VIAGEM

O plano inicial da segunda viagem era Paulo e Barnabé percorrerem as cidades por onde tinham pregado e plantado igrejas. Mas, houve um desentendimento entre eles. Você lembra que o jovem João Marcos os havia deixado durante a primeira viagem e voltado para Jerusalém (At 13.13)? Barnabé queria dar uma nova oportunidade para ele e desejava levar João nesta nova viagem. Paulo discordou fortemente. Por isso, a dupla se separou. Então, Barnabé seguiu em viagem e navegou para Chipre com João. E Paulo seguiu seu plano na companhia de Silas (At 15.37-39). Assim, Paulo e Silas saíram de Antioquia da Síria, cruzaram a Ásia Menor (At 15.40-16.8), passando pelas regiões da Cilícia, Galácia, Frigia e Mísia. Então, seguiram pela Europa (At 16.12), onde ocorreu a maior parte da viagem. Primeiro na Macedônia, nas cidades de Filipos, Apolônia, Anfípolis, Tessalônica e Bereia. Depois na Acaia, nas cidades de Atenas, Corinto e Cencreia. O caminho da volta foi por Éfeso, onde ficaram algum tempo antes de seguirem para Jerusalém, tendo desembarcado na Cesareia..

I- AUXÍLIO PEDAGÓGICA

Do mesmo modo que você fez na lição 4, selecione e mostre fotos atuais das paisagens das regiões por onde cidades por onde o Apóstolo Paulo passou. Continue incentivando seus alunos a memorizarem os nomes das cidades de cada viagem. Se possível, faça uso de um mapa.

Cidade na época de Paulo 
Trôade 
Neápolis 
Filipos 
Anfípolis 
Apolônia 
Tessalônica
Bereia 
Atenas 
Corinto 
Cencreia 
Éfeso 
Rodes
Cidade atualmente 
Próxima à Hisarlik 
Próxima à Kavalla 
Filipos (ruínas) 
Anfípolis 
Apolônia (ruínas) 
Tessaloniki
Verria (ruínas) 
Atenas (ruínas) 
Corinto 
Cencreia (ruínas) 
Éfeso (ruínas) 
Rodes

II – MUDANÇA DE PLANOS

Paulo começou a viagem planejando visitar as igrejas na província da Ásia. Porém, o relato de Atos nos conta que o Espírito Santo estava impedindo o Apóstolo de seguir esse plano. Ele queria ir para Bitínia (At 16.6, 7). No entanto, depois de contornar a região da Mísia, Paulo foi para Trôade, que é na direção oposta, e ali teve uma visão. Ele viu um homem da Macedônia que lhe pedia que fosse à Macedônia para ajudá-los (At 16.9). Confiando na direção divina, o Apóstolo mudou sua programação e seguiu outro plano. Ao invés de continuar na Ásia Menor, Paulo e seus companheiros se dirigiram à região da Macedônia. Pegaram um navio em Trôade e chegaram em Filipos.

Era a primeira viagem registrada do Apóstolo à Europa! Lucas conta que, no sábado, em Filipos, Paulo foi pregar na beira do rio, onde existia um lugar de oração. Não havia sinagoga la. E agora?! — O Apóstolo mudou de estratégia e deu tudo certo. Ali, os missionários conheceram Lídia e outras mulheres (At 16.13-15). E assim nasceu uma igreja que amou e ajudou Paulo (Fp 4.14-19). O nome desse lugar é familiar? Sim. É onde moravam os irmãos que receberam a Carta aos Filipenses! Depois, continuaram a rota por outras cidades da Macedônia. Silas e Timóteo permaneceram em Beréia e Paulo foi sozinho para a região da Acaia (At 17.14).

Quando chegou na cidade de Atenas, ele se deparou com o altar “ao Deus Desconhecido” (At 17.23). Lá havia muitos altares, para muitos “deuses”. Os atenienses não queriam esquecer de algum “deus’’, então fizeram um altar com esse nome. O Apóstolo foi até a Câmara Municipal de Atenas para pregar. Paulo, sábio e dirigido pelo Espírito Santo, adaptou a pregação do Evangelho a uma linguagem que seus ouvintes filósofos iriam entender. Paulo explicou que a mensagem do Evangelho é sobre o “Deus Desconhecido” que se torna conhecido por meio de Jesus Cristo. Alguns não judeus creram (At 17.32-34). Partindo dali, Paulo foi para Corinto, a capital da região da Acaia. Ali, o Apóstolo exerceu sua profissão de fazedor de barracas, até que Silas e Timóteo chegaram para ajudá-lo (At 18.3-5).

Eles trouxeram boas notícias da igreja em Tessalônica. Então, Paulo escreveu a primeira carta a essa igreja (1 Ts 1.1,3.6) e, mais tarde, fez uma segunda carta também. Paulo ficou um ano e meio em Corinto para ensinar sobre as Escrituras (At 18.11). Como de costume, aos sábados, ele pregava nas sinagogas e sofreu oposição por isso. Desanimou? Não. O Senhor lhe apareceu numa visão para encorajá-lo (At 18.9,10). E ali surgiu mais uma igreja. Depois desse período, Paulo foi para Éfeso com Priscila e Áquila, onde pregou nas sinagogas. O Apóstolo deixou o casal nesta cidade e seguiu a rota de volta para casa, prometendo que voltaria para visitá-los. Na sequência, deu uma paradinha em Jerusalém para ver os irmãos e as irmãs dali e, finalmente, retornou para a Antioquia da Síria (At 18.21, 22)

II – AUXÍLIO DIDÁTICO

Em Atenas, Paulo citou um filósofo estóico: “e alguns dos poetas de vocês disseram: ‘Nós também somos filhos dele”’ (At 17.28 b). O pensamento dos estóicos dominava na época de Paulo. Os estóicos criam no panteísmo, ou seja, eles pensavam que o mundo é deus, que o universo consistia do logos — a razão que estruturava a matéria da qual o universo é feito. Para eles, o destino determinava a vida das pessoas, e, por isso, cada um só tinha controle sobre suas próprias decisões.

Em Atenas também viviam os epicureus —pessoas que seguiam as ideias do epicurismo. Eles eram, sobretudo, os membros da alta sociedade. Acreditavam que os deuses não se envolviam com o mundo e rejeitavam o projeto divino na natureza. Para eles, o propósito da vida era o prazer. A pregação do Evangelho do Senhor Jesus em Atenas deve ter gerado grande impacto entre as pessoas, pois era diferente de tudo o que estavam acostumados. Paulo usou seus conhecimentos culturais da época para conseguir se comunicar com esses gentios e, dessa forma, anunciar o Salvador: Jesus Cristo.

III- A SENSIBILIDADE ESPIRITUAL

O plano inicial de ter dado errado não foi um problema para Paulo, pois Deus estava no controle da viagem. Seguir outro plano garantiu que judeus e não judeus, homens e mulheres, senhores e servos, ouvissem que Jesus é o Salvador. Surgiram novas igrejas e novos líderes. Muitas vezes, as coisas não acontecem como planejado, porque assim Deus desejou. Como lidar com a situação? Ore. É importante ter intimidade com Deus e discernimento para ouvir seu direcionamento e conhecer a sua vontade.

II- AUXÍLIO DEVOCIONAL

“Não sabemos como o Espírito Santo falou a Paulo que ele e seus companheiros não deveriam ir à Ásia [At 16.6]. Pode ter sido por intermédio de um profeta, uma visão, uma convicção interior ou alguma circunstância. Conhecer a vontade de Deus não significa que devemos ouvir literalmente a sua voz. Ele nos orienta de várias maneiras. Então, quando você buscar a vontade de Deus,
(1) tenha certeza de que seu plano está em harmonia com a Palavra de dEle;
(2) peça conselhos aos cristãos mais experientes;
(3) confira suas motivações, a fim de verificar se você está tentando fazer a sua vontade ou a de Deus; e
(4) ore para Ele abrir e fechar as portas, como convém”
(Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro: CPAD, 2008, p.1519).

CONCLUSÃO

A segunda viagem de Paulo foi longa, mas guiada por Deus. Durante esse período, pessoas aceitaram as Boas-Novas de Jesus, e novas igrejas surgiram. Nos dias de hoje, somos convidados a entregar nossos planos ao Senhor e prestar atenção no seu direcionamento.

Gostou do site? Ajude-nos a Manter e melhorar ainda mais este Site.
Nos abençoe Com Uma Oferta pelo PIX: CPF 346.994.088.69 – Seja um parceiro desta obra. “Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”. (Lucas 6:38)

VAMOS PRATICAR

1- Descubra o nome das cidades onde Paulo passou na segunda viagem missionária:
FILIPOS
TESSALÔNICA
ATENASA
CORINTO

Qual era a profissão de Paulo?
( ) Apóstolo
(X) Fazedor de barracas
( ) Viajante
( ) Comerciante

Pense Nisso

Conhecer a vontade de Deus é algo muito importante, sabia? Paulo recebia o direcionamento do Senhor. Sabe como você pode conhecer a vontade de Deus? Através da oração e da leitura bíblica. Fale com Deus e faça suas perguntas para Ele. No tempo certo, Ele vai te responder.

SAIBA TUDO SOBRE A ESCOLA DOMINICAL:

Adultos CPAD

Adultos Betel

Jovens CPAD

Jovens Betel

Adolescentes CPAD

Bíblia Online

EBD Juniores Professor CPAD

EBD Revista PECC

EBD Adolescentes | 3° Trimestre De 2022 | Tema: Apóstolo Paulo – Um Grande Missionário | Escola Biblica Dominical | CPAD | Lição 07: A Segunda Viagem Missionaria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.