Lição 07: Como Construir Boas Amizades | 4° Trimestre de 2022 | EBD – Adolescentes

EBD Adolescentes | 4° Trimestre De 2022 | Tema: Como Viver no mundo à Luz da Bíblia Escola Biblica Dominical | CPAD | Lição 07: Como Construir Boas Amizades

LEITURA BÍBLICA

Salmos 1.1-3 Provérbios 13.20

A MENSAGEM

“O amigo ama sempre e na desgraça ele se torna um irmão.” Provérbios 17.17

Devocional

Segunda >> Pv 27.5,6
Terça >> Ec 4.9,10
Quarta >> Pv 18.24
Quinta >> Pv 22.24,25
Sexta >> 1 Co 15.33
Sábado >> Jo 15.15

Objetivos

REFLETIR sobre a importância de construir boas amizades;
EXPLICAR os perigos de ter amizades com pessoas que não seguem os valores cristãos;
APONTAR as características esperadas em um bom amigo.

Ei Professor!

Você tem muitos amigos? Quem são os amigos que fizeram a diferença em sua vida?
Após o amadurecimento, percebemos claramente quem são as pessoas que podemos chamar de amigos. Nós aprendemos a diferenciá-los dos conhecidos e dos colegas. Amigos de verdade são uma benção de Deus. Eles nos fortalecem quando estamos desanimados, nos advertem quando estamos cometendo um erro, nos confortam quando estamos tristes e celebram as nossas alegrias. Enquanto estiver preparando essa lição, lembre-se dos seus próprios amigos e separe um tempo para orar por eles. Mostre aos seus alunos o valor de uma amizade verdadeira compartilhando seus exemplos pessoais.

Ponto de Partida

A construção de amizades é um tema fundamental na adolescência. Ter um círculo de convivência e confiança é indispensável para o desenvolvimento afetivo, emocional e intelectual do adolescente. Nesta lição vamos ensinar os princípios bíblicos para a construção de uma amizade saudável, alertar aos alunos quanto ao poder da influência entre os amigos e ensinar quanto aos limites que precisamos estabelecer para ela. Um amigo pode abençoar ou atrapalhar a vida do adolescente. Isto é, depende do tipo de conselhos, convites e hábitos, esse amigo pode agregar valor ou não. Para iniciar a reflexão sobre esse assunto, leia com seus alunos a seção “Vamos Descobrir” e motive-os a responder às questões apresentadas no texto.

Vamos Descobrir

Quantos amigos você tem? Poucos ou muitos? Você considera que os contatos das redes sociais são amigos? Nesta lição, vamos conversar sobre o valor das amizades verdadeiras. Também vamos apontar questões importantes sobre a convivência entre amigos. Veremos o que a Bíblia fala sobre as amizades. Vamos lá?!

Hora de Aprender

Nas redes sociais, em algumas plataformas, basta apenas aceitar a solicitação de contato para fazer “uma amizade”. Mas, na prática, você já parou para pensar como você seleciona suas amizades? Na vida, você terá que fazer escolhas importantes e a seleção dos amigos é uma delas. Ei! Acredite nisto: a qualidade das suas amizades pode comprometer o seu futuro ou ampliar seus horizontes.

I- A IMPORTÂNCIA DA AMIZADE

Ter amigos é algo muito especial. O ser humano foi criado como um ser relacional, isto é, com a capacidade e a necessidade de conviver com outras pessoas. A presença de bons amigos faz muita diferença na vida de alguém. A Bíblia diz: “É melhor haver dois do que um, porque duas pessoas trabalhando juntas podem ganhar muito mais” (Ec 4.9). E ainda: “[…] um verdadeiro amigo é mais chegado que um irmão” (Pv 18.24). A solidão não é um caminho saudável. Cada pessoa deve construir boas amizades. Em todas as fases da vida, ter bons amigos fará toda a diferença. Nos momentos de alegria, os amigos verdadeiros celebram (Rm 12.15). E nas fases difíceis, os amigos estendem a mão para ajudar (Ec 4.10). Vale ressaltar que nossas amizades têm acesso ao nosso coração. E, com ou sem intenção, acabam influenciando as nossas decisões. Por isso, temos de escolher nossas amizades corretamente. Precisamos avaliar e filtrar a influência das amizades em nossa vida (Pv 13.20).

I- AUXÍLIO DEVOCIONAL

“Já ouviu [o ditado] ‘cada qual com seu igual’? Aqui está a verdade nisso. Você nunca vê as águias voando com os par dais. Quando você está decidindo com quem fazer amizades, está tomando uma decisão incrivelmente importante. Sua escolha refletirá em você. Você não vai escolher alguém que odeia. A sua preferência será alguém que compartilhe interesses comuns, que goste da sua companhia e afirme você. A pessoa ecoa quem você é de certo modo […). Se você não xinga palavrão, nem bebe, não ia querer se tornar o melhor amigo de pessoas que agem assim. Aí precisa de uma base mais profunda. Quando você se torna íntimo de pessoas que não compartilham seus valores, há sempre o perigo de outros fingirem que você gosta deles [dos mesmos valores]” (SHELLENBERGER, S. #Pronto! Cresci! E agora? Rio de Janeiro: CPAD, 2013, p.76).

II – COMO CONSTRUIR BOAS AMIZADES?

1- O desafio de escolher bons amigos.

Escolher bons amigos é muito importante. Mas como fazer isso? Primeiramente, precisamos entender quais são as características de um bom amigo. Não podemos escolher amigos usando critérios como aparência, marca de roupa ou de celular; nem por popularidade nas redes sociais. Um bom amigo é aquele que agrega valor à nossa vida, que tem bom caráter, que nos respeita e nos apoia nos momentos difíceis (Pv 27.9). Para encontrar um bom amigo, procure por pessoas que compartilhem…

• A mesma fé em Cristo:
Caminhe com pessoas que creem em Deus e que possuem um coração disposto a amar, obedecer e servir ao Senhor. Seus amigos precisam respeitar e fortalecer a sua fé. Não gaste seu tempo com pessoas que desprezam a Deus e não permita que amizades afastem você de Jesus (Sl 1.1,2; 119.63).

• Os mesmos valores: Compartilhe sua vida, seus sonhos e suas ideias com pessoas que seguem os valores bíblicos. Um bom caráter é essencial para a construção de uma amizade verdadeira (Pv 4.14). Isso é importante porque a Palavra de Deus nos ensina a não estar sob “jugo desigual“. Veja: “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?” (2 Co 6.14-ARC). Respeito pela família:

Seus amigos sempre devem respeitar a sua família. Quem não respeita seus parentes, também não está respeitando você. Observe como seus amigos tratam a família deles também. Quem não honra sua própria família, também não será leal aos amigos.

Responsabilidade com os estudos: Bons amigos nos aperfeiçoam. Eles ajudam no nosso progresso e não atrapalham os nossos sonhos. Faça amizades com pessoas que também querem aprender e que possuem objetivos profissionais. Amigos que possuem compromisso com o estudo e com o crescimento ajudam muito. Não deixe que seus colegas atrapalhem seus estudos. Isso fará toda a diferença no futuro (1 Co 15.33).

2- O desafio de ser um bom amigo

• Fale sobre Jesus: Você costuma falar de Jesus para seus amigos? Precisamos anunciar a mensagem de Cristo com todas as pessoas que conhecemos (Mc 16.15). Sempre fale de sua fé no Senhor (2 Tm 4.2); Jesus é o melhor presente que podemos compartilhar com os nossos amigos. Convide seus amigos para participarem das programações na igreja. Ore por eles, para que venham se entregar ao Salvador (Mt 21.22).

• Dê conselhos segundo a Palavra de Deus: Quando seus amigos precisarem de conselhos, compartilhe as orientações que estão nas Escrituras. Nunca incentive seus amigos a fazerem coisas erradas, pois isso desagrada a Deus e certamente eles enfrentarão consequências. Dê conselhos que apontem para a sabedoria e para o caminho da verdade.

Ajude seus amigos nas horas difíceis: Um bom amigo é aquele que pratica a bondade e a misericórdia (Mt 12.7). Quando vemos pessoas em situações complicadas e dolorosas, precisamos oferecer ajuda (Gl 6.2). Nunca se esqueça que amar ao próximo é um mandamento do Senhor Jesus (Jo 15.17).

II- AUXÍLIO DEVOCIONAL

“Seja Jesus para aqueles que estão ao seu redor […]. Quando seus amigos estão feridos, você os ama? […] Às vezes Jesus amava com um ‘amor obstinado’. Ele não dava desculpas se alguém estava preso no pecado. Ele não dizia: ‘Oh, você está pecando? Bem, está tudo certo. Você não fez isso por querer. Eu irei adiante e esquecerei’. Ele perdoava, mas permitia as pessoas sentirem a persuasão do Espírito Santo […]. Quando seus amigos estão lutando contra medos profundos, não crie desculpas. Não tente diminuir a responsabilidade. Apenas anos como Jesus as amaria.

Algumas vezes isso significa dar um abraço. Outras vezes, dizer-lhes apenas o que precisam ouvir – até mesmo algo que não queira ouvir […]. Apresentar Jesus a seus amigos não é fácil. Jesus nem sempre tinha atitudes populares. Ele só fazia o que era certo para a pessoa. E nós sabemos que algumas vezes fazer o que é certo custa alguma popularidade. Deus […] está chamando-o para servir. Seja o amor dEle a um mundo perdido e morto” (SHELLENBERGER, S. #Pronto_Cresci! E agora? Rio de Janeiro: CPAD, 2013, p.74).

III – O QUE A BÍBLIA FALA SOBRE AMIZADES

A Palavra de Deus revela muitas histórias sobre amizades. Há exemplos de bons amigos, que foram fiéis e apoiaram um ao outro (1 Sm 18.3). Mas também mostra história de maus amigos, que levaram seus companheiros para o caminho da destruição (2 Sm 13.3, 32, 33). Em todas elas, podemos aprender princípios sobre como conduzir uma amizade. Vejamos alguns exemplos:

• Jó e seus amigos: Jó era um homem muito rico (Jó 1.1-3). Mas, em pouco tempo, ele perdeu todo o seu patrimônio, seus filhos morreram e ele ficou doente. Os amigos de Jó o confrontaram porque tinham certeza de que ele tinha um pecado grave escondido e que Deus estava o punindo por isso (Jó 4.1,7,8). Entretanto, seus amigos estavam errados. Eles julgaram Jó de forma incorreta. Jó era um homem justo (Jó 1.1, 22). No tempo certo, Deus restituiu tudo a Jó e ele orou por seus amigos (Jó 42.7-10).

• Roboão e seus colegas: Ele era o sucessor de Salomão no trono de Israel (1 Rs 11.43). Quando ele assumiu o lugar do pai, o povo pediu para que o novo rei reduzisse os impostos (1 Rs 12.1-4). Os conselheiros mais experientes do governo disseram para Roboão atender ao pedido do povo (1 Rs 12.6,7). Mas ele preferiu ouvir seus amigos, que não tinham muita sabedoria. Roboão seguiu o conselho dos amigos, e disse ao povo que seu governo seria mais cruel ainda (1 Rs 12.8-11). O resultado da imprudência de Roboão foi a divisão do reino. Ele deixou de ser rei das 12 tribos de Israel e passou a governar apenas 2 tribos (1 Rs 12.13-19).

• Daniel e seus amigos: Daniel e seus amigos, Hananias, Misael e Azarias, foram levados como escravos para a Babilônia (Dn 1.1-4). Nessa terra distante, eles decidiram não se contaminar com a comida impura. Eles escolheram continuar obedecendo a Lei e sendo fiéis a Deus (Dn 1.5,8). Deus honrou a atitude deles e eles cresceram profissionalmente e ocuparam cargos importantes na corte da Babilônia (Dn 1.19,20).

• Barnabé e Paulo: Barnabé viajou até a cidade de Tarso para buscar a Paulo (At 11.25). Ele o trouxe para a igreja que estava em Antioquia. Nessa cidade, os dois trabalharam ensinando aos irmãos (At 11.26). Em determinada época, o Espírito Santo chamou os dois para uma obra. Eles partiram e fizeram uma grande viagem para falar de Jesus aos judeus e aos gentios (At 13.1-3). Foi a primeira viagem missionária do Apóstolo Paulo.

• Jesus, o melhor amigo: Em determinado momento do seu ministério, Jesus disse aos seus discípulos que eles eram seus amigos (Jo 15.14,15). Isso porque eles tinham comunhão com Ele e conheciam a sua vontade. Jesus declarou: “Ninguém tem mais amor pelos seus amigos do que aquele que dá a sua vida por eles” (Jo 15.13). E foi isso o que Ele fez, quando morreu na cruz para nos salvar.

III- AUXÍLIO DEVOCIONAL

“Que tipo de amigo você é? Existe uma grande diferença entre conhecer alguém bem e ser um verdadeiro amigo. A maior evidência da amizade genuína é a lealdade (ver 1 Co 13.7); estar disponível para ajudar nos momentos de angústia e dificuldade. Muitas pessoas são amigas de ocasião. Ficam por perto quando a amizade as beneficia e afastam-se quando não conseguem tirar proveito do relacionamento. Pense sobre seus amigos e avalie sua lealdade para com eles. Seja o tipo de amigo verdadeiro que a Bíblia nos encoraja a ser” (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro: CPAD, 2012, p. 854).

CONCLUSÃO

Ter amigos verdadeiros é algo muito precioso. Por isso, aprenda a escolher bons amigos. Faça amizade com pessoas que compartilham da mesma fé e valores que você. Nunca deixe um amigo influenciar você a fazer algo errado ou afastar-se de Deus. E lembre-se, seja um bom amigo que compartilha a mensagem de Jesus e que pratica a bondade e a misericórdia.

VAMOS PRATICAR

1- Segundo a lição, quais são as características de um bom amigo? O bom amigo fala sobre Jesus, dá conselhos segundo a Palavra de Deus e ajuda aos amigos nas horas difíceis.

2- Relacione corretamente os amigos citados na lição:
(A) Daniel (B) Barnabé
(A) Hananias, Misael e Azarias
(B) Paulo

3- Quem são seus melhores amigos? Resposta pessoal.

Pense Nisso

Amizade é mais sobre qualidade do que quantidade. Não se preocupe em ter muitos colegas e contatos em redes sociais. Mas construa amizades sinceras com as pessoas que Deus tem colocado na sua vida.

Gostou do site? Ajude-nos a manter e melhorar ainda mais este Site.
Nos abençoe com Uma Oferta pelo PIX: CPF 346.994.088.69 Seja Um Parceiro Desta Obra. “Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”. Lucas 6:38

SAIBA MAIS SOBRE A ESCOLA DOMINICAL

Lições Adultos – CPAD

Lições Jovens – CPAD

Lições Adolescentes – CPAD

Lições Adultos – EDITORA BETEL

Lições Jovens – EDITORA BETEL

Lições Adultos – REVISTA PECC

BIBLIA ONLINE

ESBOÇO DE PREGAÇÃO

EBD Adolescentes | 4° Trimestre De 2022 | Tema: Como Viver no mundo à Luz da Bíblia Escola Biblica Dominical | CPAD | Lição 07: Como Construir Boas Amizades

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *