Lição 08: Capacitados para Servir uns aos Outros | 4° Trimestre de 2022 | EBD BETEL

EBD Revista Editora Betel | 4° Trimestre De 2022 | TEMA: A IGREJA E O ESPIRITO SANTO – A necessidade do avivamento promovido pelo Espírito Santo para os dias atuais | Escola Biblica Dominical | Lição 08: Capacitados para Servir uns aos Outros

TEXTO ÁUREO

“Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação.” Romanos 12.4

VERDADE APLICADA

Devemos ser dedicados e zelosos no uso dos dons distribuídos segundo a graça de Deus para o bom desenvolvimento espiritual de cada membro do Corpo de Cristo.

OBJETIVOS DA LIÇÃO

Apresentar a importância de exercitar os dons.
Ensinar que os dons estão a serviço do Reino de Deus
Mostrar como servir a Cristo através dos dons.

TEXTO REFERÊNCIA

ROMANOS 12
4 Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação
5- Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros.
6- De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé;
7- Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino.
8- Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria.

LEITURAS COMPLEMENTARES

SEGUNDA – Sl 103.8 Deus é misericordioso.
TERÇA – 1 Co 12.12-31 A unidade dos membros do Corpo de Cristo.
QUARTA – 1 Rs 5.11 Exortai-vos uns aos outros.
QUINTA – Tt 2.1-10 Exortações a Tito.
SEXTA – Tg 3.1 A responsabilidade daquele que ensina.
SÁBADO – Tg 4.17 Devemos fazer o bem.

HINOS SUGERIDOS: 131, 147, 165

MOTIVO DE ORAÇÃO

Ore para que possamos estar sempre a servi­ço do Reino de Deus

ESBOÇO DA LIÇÃO

Introdução
1
– Exercitando os dons
2– Dons de edificação, exortação e ensino a serviço do Reino de Deus
3– Dons de cuidados e administração no serviço do Reino de Deus
Conclusão

INTRODUÇÃO

Nesta lição estudaremos os dons distribuídos segundo a graça de Deus aos que foram transformados pela renovação do entendimento [Rm 12.2], visando atender as diversas demandas do Corpo de Cristo enquanto está neste mundo.

PONTO DE PARTIDA

Deus usa os dons para o bem da Sua Igreja.

1- Exercitando os dons

Os dons dados por Deus são para que a Igreja cumpra sua missão aqui na terra até que o Noivo venha buscá-la. Por is­so o apóstolo Paulo destaca a importância de cada um dos dons no serviço da obra de Deus, de acordo com a graça que nos foi dada. Vemos em Romanos 12.3-7 o resultado da mente renovada [Rm 12.2] na maneira como os discípulos de Cristo estão comprometidos no servir ao Corpo de Cristo com as capacitações concedidas pelo Senhor, como: profecia, ministério, ensinar, exortar, repartir, presidir e exercitar misericórdia.

1.1. Graça para o exercício de diferen­tes ministérios. Deus tem derramado do Seu Espírito sobre a Igreja, capacitando os Seus servos com diferentes dons visando a edificação da Igreja. Importante que cada discípulo de Cristo esteja atento às recomendações presentes em Romanos 12.3, no exercício dos dons: humildade, moderação e a consciência de que cada membro do Corpo de Cristo tem a responsabilidade no bem-estar da Igreja. As dádivas de Deus ao Seu povo são demonstrações de Sua generosidade, não por causa de nossos méritos.

Warren Wiersbe: “Cada cristão possui um dom diferente, e Deus concedeu esses dons para que a igreja local possa crescer de maneira equili­brada. Mas cada cristão deve exercer seu dom pela fé. (…) Os dons espirituais são instrumentos que devem ser usados para a edificação, não brin­quedos para a recreação nem armas de destruição.”

1.2. Os dons de serviço devem ser usados para a edificação da Igreja. Deus nos chamou e nos vocacionou com o Espírito Santo para realizarmos a Sua obra. Diante disso não podemos permanecer com um comportamento apático, improdutivo ou até mesmo egoísta com as pessoas ao nosso redor. Devemos ter o entendimento de que Deus tem um propósito para as nossas vidas. Ele tem um plano específico para realizar na vida de cada um de nós. O apóstolo Paulo nos convida a compreender essa vontade de Deus para que possamos servir a igreja conforme a capacitação recebida do Senhor [Ef 5.17]. Cabe lembrar que fomos vocacionados para vivenciar o amor de Deus em todo o tempo e em todo lugar, amando e servindo a todos à nossa volta, para a glória de Deus Pai [Mt 5.16].

Dicionário Bíblico Beacon: “Os crentes têm funções variadas que, não obstante, são essenciais para o funcionamento adequado do corpo que eles formam; portanto, não há lugar para que alguém pense coisas muitos gran­des a seu próprio respeito. O significado integral deste pensamento de Paulo fica claro se levarmos 1 Coríntios 12, com 1 no um comentário a este respeito. Qualquer dádiva que alguém tenha recebido condiciona aquele indivíduo para uma linha de serviço particular, a qual ele deve se dedicar.”

1.3. Dom de profecia a serviço da igreja. Interessante notarmos que, da lista de Romanos 12.6-8, este é o único dom que também está presen­te em l Corintios 12 e o seu exercício é o mais comentado pelo apóstolo Paulo nos capítulos 12 a 14. Pontuamos aqui que, conforme visto no tópico 1.1, o membro do Corpo de Cristo, capacitado com este dom, deve estar totalmente sob o controle do Espírito Santo, bem como consciente de que a mensagem não se opõe ao padrão estabelecido pela Palavra de Deus.

Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal!: “Observe essa lista de dons e imagine o tipo de pessoa que recebeu cada um deles. Os profetas são geralmente corajosos e articulados. Os servos e ministros do evangelho que exercem o ministério são fiéis e leais. Os mestres são aqueles que apresentam um raciocínio claro. Os encorajadores e exportadores sabem motivar os seus semelhantes. Aqueles que repartem são generosos e dignos de confiança. Os líderes são bons organizadores e administradores. Aqueles que exercitam a misericórdia, demonstram bondade, são pessoas atenciosas que se sentem felizes ao dedicar seu tempo aos outros. Seria muito difícil uma pessoa ter todos esses dons. Um profeta ousado geralmente não é um bom conselhei­ro; aquele que contribui com generosidade poderia falhar como líder. Ao identificar os seus dons, pergunte a si mesmo como poderá usá-los para edificar a família de Deus.”

EU ENSINEI QUE:

Devemos pedir ao Senhor que nos auxilie para que possamos compreender a respeito da nossa vocação, para que apliquemos corretamente os nossos dons a serviço da Igreja de Cristo.

2- Dons de edificação, exortação e ensino a serviço do Reino de Deus

O Senhor confere o poder espiritual necessário e apropriado a cada crente para desempenhar suas funções na Igreja. Afinal, o Se­nhor outorga os dons para a Sua Igreja, conforme a Sua vontade, não por merecimento da pessoa [Rm 12.3, 6). É nosso dever pro­curar formas para servir a Igreja e ao próximo com os dons que Cristo nos tem ofertado.

2.1. Dom de ministério a serviço da Igreja. O termo “ministério”, no grego, ‘diakonia’, indica, segundo Strong, atenção, assistência, servi­ço. Conforme alguns comentaristas, como Strong e Keener, talvez tenha sentido mais amplo – como por exemplo em Romanos 15.25. Porém, o fato de em Romanos 12.7 estar relacionado entre os de profecia e ensino, é possível que se refi­ra a um ofício específico da igreja, como diácono. Algumas versões da Bíblia (NVI, NAA, RA) registram: “dediquemo-nos ao ministério”. Seja como for, a expressão “dediquemo­-nos”, nos remete a estarmos focados no serviço, a procurarmos fazer com excelência, visando o bom desenvolvimento da Igreja.

Bíblia de Estudo Holman: “O dom de ministério (diakonia). Um diácono aqui não é um membro de uma junta de diretores, mas um servo. Não descreve um título ou ofício, mas, sim, um dom de ministério. Os pastores devem possuir este dom”. Esta reflexão nos remete a atestamos um importante aspecto da atuação do membro do Corpo de Cristo no contexto eclesiástico: nem sempre poderemos estar ministrando a Palavra ou conduzindo um louvor diante do povo de Deus reunido, mas sempre há diante de nós uma oportunidade para expressarmos nosso amor a Cristo por intermédio de atos de serviço aos nossos irmãos.

FOCO NA LIÇÃO: “ Deus tem derramado do Seu Espírito sobre a igreja, capacitando os Seus servos com diferentes dons visando a edificação da Igreja.”

2.2. Dom de ensinar a serviço da Igreja. Os dons são recebidos pelos crentes para prestarem serviços, utilizando seus dons e talentos ao reino de Deus. Verifica-se assim entre estes dons o dom de ensinar: “De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada: (…) se é ensinar, haja dedicação ao ensino” [Rm 12.6-7]. O dom de ensinar é a competência sobrenatural produzida pelo Senhor para ensinar as verdades sagradas da Palavra de Deus. Desta forma somos levados a ver o apóstolo Paulo orientando aos capacitados por Deus para o ministério do ensino de que devem se empenhar para cumprir tão nobre serviço [l Tm 4.13].

Bíblia de Estudo Plenitude: “En­sinar refere-se ou aqueles que são especialmente dotados em manter a visão e ensinar a verdade revelada da Palavra de Deus, independentemente do serviço público; ou aqueles que realizam serviço público de mestre [Ef 4.11).”

2.3. Dom de exortar a serviço da Igreja. A palavra grega para este dom é “paraklesis” que constitui “chamado ao lado”, “consolar”, “advogar”, “animar”, “confortar”, “incentivar”. Na Bíblia fica visível que existe um diferencial entre exortar e ensinar. Neste sentido podemos exemplificar que o ensino e a capacidade dada por Deus para auxiliar o crente a enten­der a Palavra de Deus [At 11.23]. Já a exortação é poder oferecido por Deus para que o crente pregue a Palavra de Deus a ponto de alcançar abertamente o coração, fazendo com que este, ao ser exortado, passe a ter um maior compromisso com o Reino de Deus.

O termo traduzido para exorta­ção é a palavra grega “paraklesis” que significa basicamente “uma chamada a se aproximar de alguém”. Esse dom possui uma grande importância. Ele consegue ajudar uma pessoa a sair do estado de inércia para a vida.

EU ENSINEI QUE:

Devemos usar os nossos dons de modo a ajudar, confortar e incentivar outras pessoas a se tornarem mais ativas para Cristo.

3- Dons de cuidados e administração no serviço do Reino de Deus.

O apóstolo Paulo, no capítulo 12 do livro de Romanos, discorre tão bem a respeito dos dons, anunciando de maneira tão perfeita e harmônica os dons do Espírito. Ele demonstra o cuidado de mencionar as distintas categorias de dons e exorta os crentes para que possam exercer de maneira cor­reta a função que cada um deles desempenha na igreja [Rm 12.6].

FOCO NA LIÇÃO: “ É nosso dever procurar formas para servir a igreja e ao próximo com os dons que Cristo nos tem ofertado.”

3.1. Dom de repartir a serviço da igreja. Este dom é a capacidade ofertada por Deus aos crentes através de recursos financeiros, para que possam contribuir na igreja local, na obra missionária. Não podemos nos abster de mencionar que este dom deve ser exercitado com liberalidade. A Bíblia de Estudo Holman fala com maestria sobre a relevância deste dom no seio da Igreja de Cristo: “O repartir deve ser praticado com generosidade. Todos podem dar, mas as capacidades diferem. Alguns se alegram em dar recursos bem pequenos [Mc 12.41-44]; outros dão um “dízimo invertido” – dão 90 por cento e vivem com 10 por certo”. Cumpre ressaltar que o suporte financeiro, quando desempenhado de coração, efetua a lei do amor e da harmonia.

O dom de repartir é extrema­mente importante para a Igreja de Cristo. Aprendemos a enxergar que quem possui esse dom apresenta sentimentos bons e puros. Estudamos que o dom de repartir que recebemos do Espírito Santo e para colocar a serviço do próximo. Esse pensamento se dá em virtude de o Espírito Santo não ofertar nenhum dos seus dons para retermos para nós. Assim somos convidados a repartir nosso tempo, nosso dinheiro, no socorro de outra pessoa. O dom de repartir é a capacidade sobrenatural que nos faz ir ao socorro dos pobres e faz com que não nos esqueçamos de repartir o nosso pão com aqueles que não têm nada para comer.

3.2. Dom de presidir a serviço da igreja. Entre os dons de serviço para que a igreja se desenvolva e sirva o Corpo de Cristo temos o dom de presidir. O próprio Espírito Santo habilita o crente para a liderança através deste dom [Rm 12.8]. A palavra presidir, no original grego, exposta neste texto apresenta aquele que está proeminente sobre os outros ou que preside, governa ou cuida com empenho de uma determinada coisa. F.F. Bruce (Romanos – Introdução e comentário, 1979, p. 185): “O exercício da administração na igreja é um dom tão verdadeira­mente espiritual como qualquer dos outros mencionados”.

Comentário Bíblico Beacon: “Esta pode ser uma exortação aos pais cristãos para que presidem os seus lares com diligência [1 Tm 3.4]. Também pode ser dirigida aqueles que presidem as igrejas [1 Ts 5.12; 1 Tm 5.17].”

3.3. Dom de exercer misericórdia a serviço da igreja. Os dons que apresentamos devem ser empregados no afeto e no emprego, sempre com o intuito de socorrer o outro. Entre estes dons acha-se o dom de exercer misericórdia, que consiste em perdoar e compadecer das necessidades alheias [Rm 12.8]. O possuidor deste dom espera socorrer as misérias dos outros de modo a aliviar a dor, solidão e amargura. Craig Keener (Comentário Histórico-Cultural da Bíblia – Novo Testamento, 2017, p. 535): “Usa[r] de misericórdia” talvez seja uma referência a caridade – cuidar dos enfermos e dos pobres e assim por diante. Ainda que todos os cristaos fizessem esse trabalho em certo grau, alguns tinham um dom especial para isso”.

Comentário Bíblico Beacon: “O que exercita misericórdia, com alegria, sugere que, quando um homem pratica a caridade, deve fazê-lo com um coração alegre. Para um cristão, a caridade é uma alegria e não uma obrigação.”

EU ENSINEI QUE:

O apóstolo Paulo exorta os crentes a exercer de maneira correta a função que cada um deles desempenha na igreja.

CONCLUSÃO

Vimos em toda a lição que a verdadeira grandeza do crente está em servir. Por isso o Senhor nos capacitou com dons para que possamos servir ao Corpo de Cristo e aos nossos semelhantes.

Gostou do site? Ajude-nos a manter e melhorar ainda mais este Site.
Nos abençoe com Uma Oferta pelo PIX: CPF 346.994.088.69 Seja Um Parceiro Desta Obra. “Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”. Lucas 6:38

SAIBA MAIS SOBRE A ESCOLA DOMINICAL

Lições Adultos – CPAD

Lições Jovens – CPAD

Lições Adolescentes – CPAD

Lições Adultos – EDITORA BETEL

Lições Jovens – EDITORA BETEL

Lições Adultos – REVISTA PECC

BIBLIA ONLINE

ESBOÇO DE PREGAÇÃO

EBD Revista Editora Betel | 4° Trimestre De 2022 | TEMA: A IGREJA E O ESPIRITO SANTO – A necessidade do avivamento promovido pelo Espírito Santo para os dias atuais | Escola Biblica Dominical | Lição 08: Capacitados para Servir uns aos Outros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *