Lição 09: A Terceira Viagem Missionaria | 3° Trimestre de 2022 | EBD Adolescentes

EBD Adolescentes | 3° Trimestre De 2022 | Tema: Apóstolo Paulo – Um Grande Missionário | Escola Biblica Dominical | CPAD | Lição 09: A Terceira Viagem Missionaria

LEITURA BÍBLICA

Atos 20.17-24

A MENSAGEM

“Ele fez isso durante dois anos, até que todos os moradores da província da Ásia, tanto os judeus como os não judeus, ouviram a mensagem do Senhor.” Atos 19.10

Devocional

Segunda » Mt 10.6, 7
Terça » Mc 16.15
Quarta » Mt 28.19, 20
Quinta » 1 Co 1.17,18
Sexta » 1 Co 2.4, 5
Sábado » Tt 1.1-3

Objetivos

DESCREVER a rota da terceira viagem de Paulo;
APRESENTAR as lideranças que foram formadas, através do ministério de Paulo;
DEMONSTRAR a postura de fé do Apóstolo, mediante as perseguições e dificuldades.

Ei Professor!

Diante da correria do dia a dia, muitas vezes, focamos mais na realização das atividades e menos em reflexão. Nesta semana, dedique um tempo para refletir em sua trajetória. Analise quais foram os líderes que influenciaram sua vida e seu ministério. Quais foram as lições aprendidas com eles? Quais os exemplos que seus antigos líderes e professores deixaram que valem a pena serem imitados? Reflita também na condição atual do seu ministério: o que você como professor tem aprendido? Examinar esses pontos e anotar suas percepções vai lhe ajudar a se tornar um professor melhor e lhe dará a oportunidade de aperfeiçoamento.

Ponto de Partida

O livro de Atos nos conta que todos os moradores da Ásia ouviram falar de Jesus. Isso é impressionante, não é mesmo? Esse dado mostra o compromisso e o esforço do Apóstolo Paulo e sua equipe em pregar o Evangelho. Compartilhe essa informação com sua turma e pergunte para classe: “como vocês acham que isso aconteceu”. Dê um tempo para que cada aluno compartilhe suas percepções. Em seguida, conduza a reflexão dizendo: “o Espírito Santo guiava esses missionários pelos pontos estratégicos, a fim de que o maior número de pessoas recebesse a salvação. E eles, corajosamente, seguiam a vontade de Deus e anunciavam o Evangelho a toda criatura”..

Vamos Descobrir

Viajaremos com o Apóstolo Paulo pela sua terceira rota missionária. Nesta oportunidade, o missionário foi em um número bem maior de cidades, pois eram diversas igrejas e pessoas para visitar. Alguns imprevistos ocorreram e o Apóstolo precisou ajustar sua programação em determinados momentos. As dificuldades não pararam o Apóstolo, pois o importante para ele era pregar e dar assistência às igrejas.

Hora de Aprender

Passado algum tempo em Antioquia da Síria, após a segunda viagem missionária, Paulo percorreu a Ásia Menor e a Europa. Ele visitou igrejas que já existiam, para ensinar e fortalecer a fé dos irmãos (At 18.23) e consolidar a liderança. Vemos que o Apóstolo não só plantava igrejas, mas também acompanhava o crescimento delas. Ele ensinava, dava assistência e preparava a nova liderança

I – A ROTA DA TERCEIRA VIAGEM

Na terceira viagem, Paulo segue o plano original da segunda viagem (visitar, na Ásia, às igrejas que fundou na primeira viagem com Barnabé). Ele, então, cruzou as regiões da Ásia Menor – Pisídia, Galácia e Frigia – até chegar a Éfeso (At 18.23; 19.1). Dali, foi para Macedônia e Acaia, na Europa (At 20.1,2). Já o retorno começou pelas cidades macedônias: Bereia, Tessalônica e Filipos. E continuou pelas cidades de Trôade, Assôs, Mitilene, Mileto, Rodes e Pátara (At 21.1,2). Então, desembarcou em Tiro, passou por Ptolemaida e seguiu para Cesaréia (At 21.7,8), chegando, por fim, em Jerusalém.

1- As atividades missionárias do Apóstolo.

A Bíblia nos relata que todos os moradores da Ásia Menor, tanto judeus como gentios, ouviram o Evangelho por meio de Paulo, que contava com a ajuda de Timóteo e Erasto (At 19.10, 22). Através de suas visitas, ou pelo contato com outros irmãos igualmente atuantes na obra de Deus, Paulo ficava sabendo das necessidades das igrejas e fazia algo para ajudar. Por exemplo, quando estava em Éfeso, Paulo foi informado dos problemas da igreja de Corinto. E, por isso, escreveu uma dura carta aos coríntios e avisou que iria visitá-los (1 Co 16.5-8). Ao sair de Éfeso, de passagem por Trôade, Paulo esperava encontrar Tito para saber dos irmãos em Corinto e dos desdobramentos que sua instrução teve na igreja.

Porém, isso não foi possível (2 Co 2.13). Somente algum tempo depois, o missionário encontrou Tito e recebeu as notícias de Corinto (2 Co 7.5-7). E, assim, Paulo escreveu outra carta aos coríntios. Seguindo sua rota, partindo da Macedônia, Paulo seguiu para Corinto e Grécia, realizando uma parada de três meses (At 20.2). Nesse momento, ele escreveu a Carta aos Romanos, irmãos que ele ainda não conhecia. A intenção de Paulo era retornar para Antioquia da Síria, partindo da Grécia, mas uma conspiração de alguns judeus contra a vida do Apóstolo alterou seu plano (At 20.3). Por isso, ele voltou pela Macedônia. Assim, passou a festa da Páscoa em Filipos (At 20.6) e de lá navegou para Troâde.

Então, cruzou a costa da Ásia Menor. Paulo tinha pressa de chegar em Jerusalém, a tempo do dia de Pentecostes (At 20.16), celebrado 50 dias depois da Páscoa. Assim, fez paradas rápidas por onde passava. Ele levava o dinheiro dos irmãos de Corinto para ajudar à igreja de Jerusalém e isso era uma grande responsabilidade (1 Co 16.3; Rm 15.25-27) que ele conseguiu concluir com êxito (At 21.17).

I- AUXÍLIO DIDÁTICO

A produção de cartas com instrução teológica foi um marco no ministério do Apóstolo Paulo. Durante esta terceira viagem missionária, ele escreveu duas importantes cartas para a Igreja em Corinto, que hoje compõem o Novo Testamento. “A sequência desses contatos e o contexto em que 2 Coríntios foi escrito são os seguintes:

(1) Depois de alguns contatos e correspondência inicial entre Paulo e a igreja (e.g. 1 Co 1.1; 5.9; 7.1), ele escreveu 1 Coríntios, de Éfeso, (primavera de 55 ou 56 d.C.).

(2) Em seguida, ele fez uma viagem a Corinto, cruzando o mar Egeu, para tratar de problemas surgidos na igreja. Essa visita, no período entre 1 e 2 Coríntios (cf. 13.1,2), foi espinhosa para Paulo e para a congregação (2.1,2).

(3) Depois dessa visita afanosa, informes chegaram a Paulo em Éfeso de que seus adversários estavam atacando a sua autoridade apostólica em Corinto, tentando persuadir uma parte da igreja a rejeitá-lo.

(4) Respondendo, Paulo escreveu 2 Coríntios, na Macedônia (outono de 55 ou 56 d.C).

(5) Pouco depois, Paulo viajou outra vez a Corinto (13.1), permanecendo ali cerca de três meses (cf. At 20.1-3a). Foi ali que escreveu a Epístola aos Romanos’’ (Bíblia de Estudo Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 1995, p. 1768).

II- A FORMAÇÃO DE LIDERANÇAS

Nessa terceira viagem, vemos uma liderança sendo consolidada sob a coordenação do Apóstolo Paulo. O autor de Atos apresenta diversos líderes que se destacaram ao lado de Paulo:
• Timóteo e Erasto acompanharam o Apóstolo em toda a Ásia Menor e, assim, aprenderam como pregar, plantar igrejas e resolver problemas (At 19.22).
• Timóteo se destaca como um grande cooperador de Paulo. Além de ter acompanhado o Apóstolo pela Ásia, foi enviado para Macedônia e para Corinto, a fim de dar assistência às igrejas (1 Co 16.10).
• Tito, igualmente, era um fiel companheiro, auxiliador e um bom mensageiro (Tt 11,4,5).
• Priscila e Áquila eram casados. Eles migraram de Roma para Corinto e lá conheceram o Apóstolo (At 18.2). Com o passar o tempo, eles se tornaram grandes amigos e fiéis companheiros (At 18.18-20). Em Atos 18.24-26, eles aparecem instruindo Apoio sobre o “Caminho de Deus”.
• Os presbíteros de Efésios também são mencionados por Lucas, que destaca um episódio, que ocorreu em Mileto. Paulo reuniu-se com os presbíteros, para encorajá-los e instruí-los em como continuar fazendo o trabalho do Senhor Jesus (At 20.17-35).

A despedida deles foi comovente: “Quando Paulo acabou de falar, ajoelhou-se com os irmãos e orou. Então todos choraram muito e abraçaram e beijaram Paulo. Estavam tristes, especialmente porque ele lhes tinha dito que nunca mais iam vê-lo. Então eles o acompanharam até o navio” (At 20.36-38). Paulo tinha sido “o pai na fé” daquelas pessoas e um amigo, mas era hora de partir. A igreja ali estava preparada para continuar servindo ao Senhor, sob a coordenação de novos líderes.

II- AUXÍLIO DIDÁTICO

Vamos conhecer um pouco mais sobre o colaborador de Paulo chamado Erasto? “Erasmo de Romanos 16.23 era um tesoureiro ou procurador da cidade de Corinto, que enviou saudações aos cristãos em Roma. Ele parece ser o mesmo mencionado, muito mais tarde, em 2 Timóteo 4.20, como permanecendo em Corinto […]. Ele é mencionado como alguém que ministrou especificamente a Paulo, e pode tê-lo seguido de Corinto a Éfeso a fim de ajudá-lo ali. Uma inscrição latina escavada em um bloco de pavimento de pedra perto do teatro de Corinto, afirma que por ter recebido a posição de aedile (tesoureiro) Erasto colocou este pavimento a suas próprias custas” (Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2006, p.659).

III – O DESFECHO DA TERCEIRA VIAGEM MISSIONÁRIA

Sensível à voz do Espírito Santo, Paulo percebeu que seu trabalho na Ásia Menor, Macedônia e Acaia estava terminando (At 19.21,22). O Apóstolo esforçou-se para formar uma liderança sólida nesses lugares. Ele queria garantir que as igrejas estivessem bem estabelecidas (1 Co 16.13) para continuarem adorando a Deus e fazendo o trabalho missionário. As perseguições contra ele e as tentativas de matá-lo estavam cada vez mais intensas (At 20.3). E ele sentia que precisava pregar o Evangelho onde havia oportunidade (1 Co 16.8,9). Lucas aponta que, conforme a viagem chegava ao fim, em Tiro e Cesaréia, os irmãos e as irmãs temiam pela vida de Paulo e o alertavam para ele não ir a Jerusalém porque ele seria preso lá (At 21.4,11,12).

Porém, o Apóstolo estava decidido a ir para Jerusalém de qualquer forma (At 21.13,14). Paulo sabia que se iniciaria outra fase em sua vida e seu ministério e, qualquer que fosse ela, Deus estava no controle. Ele era um homem obediente a Deus e comprometido com Sua causa. Mesmo consciente do sofrimento que o esperava em Jerusalém, não parou pelo caminho e não pensou em mudar a rota Ele foi até o fim (2 Tm 4.7)

III- AUXÍLIO TEOLÓGICO

Em Atos 20.22 temos registradas as seguintes palavras de Paulo:” Agora eu vou para Jerusalém, obedecendo ao Espírito Santo, sem saber o que vai me acontecer lá”. O verbo “obedecer”, do trecho “obedecendo ao Espírito Santo” (At 20.22), traduz a palavra grega de menos, do verbo deo, “Ligar, obrigar moralmente”. “O Espírito Santo havia comunicado a vontade de Deus ao apóstolo, com o resultado de que Paulo era agora obrigado a ir a Jerusalém. Apesar da dor de partir, e da incerteza que encobre o futuro, o apóstolo permanece firmemente comprometido em fazer a vontade de Deus” (RICHARDS, Lawrence O. Comentário histórico-cultural do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, p. 282).

CONCLUSÃO

Nessa viagem, Paulo circulou pelas igrejas para rever os irmãos. Foi um tempo de reforço do ensino sobre as Escrituras, formação de lideranças e despedida. O Apóstolo caminhava com Deus e estava atento ao que o Senhor estava lhe dizendo e para onde o estava conduzindo. E, por isso, não tinha medo do futuro.. Ele foi até o fim (2 Tm 4.7).

Gostou do site? Ajude-nos a Manter e melhorar ainda mais este Site.
Nos abençoe Com Uma Oferta pelo PIX: CPF 346.994.088.69 – Seja um parceiro desta obra. “Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos dará; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também”. (Lucas 6:38)

VAMOS PRATICAR

1- Enumere em ordem as cidades por onde Paulo passou no retorno de sua terceira viagem missionária:

(7) Beréia
(5) Assôs
(9) Pátara
(13) Jerusalém
(4)Trôade
(2) Tessalônica
(6) Mitilene
(3) Filipos
(7) Mileto
(10) Tiro
(8) Rodes
(12) Cesareia
(11) Ptolemaida

2- Em Mileto, o Apóstolo Paulo fez uma reunião com os líderes. De onde eram esses Líderes?

( ) Filipos
( )Trôade
(X) Éfeso

Pense Nisso

O trabalho missionário não parou na época de Paulo. Até hoje centenas de pessoas deixam suas casas, empregos, famílias e amigos para viajar para terras desconhecidas, para anunciar a Cristo. Você pode imaginar a grandeza desta missão?! Os missionários enfrentam muitos desafios e dificuldades, por isso, nós precisamos apoiá-los com recursos e orações.

SAIBA TUDO SOBRE A ESCOLA DOMINICAL:

Adultos CPAD

Adultos Betel

Jovens CPAD

Jovens Betel

Adolescentes CPAD

Bíblia Online

EBD Juniores Professor CPAD

EBD Revista PECC

EBD Adolescentes | 3° Trimestre De 2022 | Tema: Apóstolo Paulo – Um Grande Missionário | Escola Biblica Dominical | CPAD 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.